Sobre necromancia e a mulher de Endor

Resultado de imagem para mulher de Endor

Devido às crenças de que as almas continuam vivendo em algum lugar no paraíso e que os mortos têm consciência, muitos acabam sendo vítimas de práticas que se dizem comunicar com os mortos. Todo um movimento chamado “espiritismo” que se dedica exatamente a esta prática. Deuteronômio 18:10-12 nos diz como o Senhor se sente sobre esta prática:
“Entre ti não se achará quem faça passar pelo fogo a seu filho ou a sua filha, nem adivinhador, nem prognosticador, nem agoureiro, nem feiticeiro; Nem encantador, nem quem consulte a um espírito adivinhador, nem mágico, nem quem consulte os mortos; Pois todo aquele que faz tal coisa é abominação ao SENHOR.”
Necromancia é colocada na mesma categoria dos bruxos, adivinhos (coloque aqui a astrologia), aqueles que passam seus filhos pelo fogo como oferenda, agoureiros, feiticeiro, mágicos, aqueles que consultam os mortos, encantadores. Como o próprio Senhor deixa claro: “todo aquele que faz tal coisa é abominação ao Senhor.” Qualquer um que se sinta tentado a fazer contato com mortos ou pratica coisas similares (incluindo astrologia e cartomancia), esteja certo que ele pratica algo que o Senhor considera detestável e, por conseguinte, sofrerá as consequências. Ninguém que mantenha contato com espíritos malignos, que se abre às trevas, sairá desta sem consequências devastadoras. Mas, vejamos outras passagens sobre este assunto:
Levítico 19:31
“Não vos virareis para os adivinhadores e encantadores; não os busqueis, contaminando-vos com eles. Eu sou o SENHOR vosso Deus.”


Levítico 20:6
“Quando alguém se virar para os adivinhadores e encantadores, para se prostituir com eles, eu porei a minha face contra ele, e o extirparei do meio do seu povo.”
Levítico 20:27
"Quando, pois, algum homem ou mulher em si tiver um espírito de necromancia ou espírito de adivinhação, certamente morrerá; serão apedrejados; o seu sangue será sobre eles."
2 Reis 21:6 (falando sobre Rei Manasses)
“E até fez passar a seu filho pelo fogo, adivinhava pelas nuvens, era agoureiro e ordenou adivinhos e feiticeiros; e prosseguiu em fazer o que era mau aos olhos do SENHOR, para o provocar à ira.”
De acordo com a passagem acima, está claro, penso eu, que necromancia, invocação dos espíritos não seja algo inocente. É um pecado detestável. Por quê? Porque qualquer um que assim procede, especialmente invocação de espíritos malignos e ocultismo. Não há nada de inocente e real nisto. Eclesiastes 9:5-6 (e muitas outras passagens) nos diz claramente que:
“…mas os mortos não sabem coisa nenhuma, nem tampouco terão eles recompensa, mas a sua memória fica entregue ao esquecimento. Também o seu amor, o seu ódio, e a sua inveja já pereceram, e já não têm parte alguma para sempre, em coisa alguma do que se faz debaixo do sol.”
Ao contrário à crença popular que crê em “almas” dos mortos flutuando pelo céu e nos observando, e que eles têm conhecimento e às vezes influenciam em acontecimentos em nosso mundo, a Palavra de Deus é clara ao nos dizer que os mortos NÃO SABEM NADA! Imagine se a Igreja realmente ensinasse o que a Bíblia ensina em relação aos mortos, ou seja, que eles estão dormindo inconscientes, aguardando a ressurreição. O diabo teria menos terreno para enganar o povo, mesmos Cristãos, a terem contatos com o que supostamente chamam de espíritos dos mortos.
A mulher de Endor
No final da 1 Samuel encontramos um incidente de uma certa cartomante usada pelo rei Saul para predizer sobre sua batalha contra os Filisteus. O fato se encontra em 1 Samuel 28, na qual lemos:
1 Samuel 28:3-8
“E Samuel já estava morto, e todo o Israel o tinha chorado, e o tinha sepultado em Ramá, que era a sua cidade; e Saul tinha desterrado os adivinhos e os encantadores. E ajuntaram-se os filisteus, e vieram, e acamparam-se em Suném; e ajuntou Saul a todo o Israel, e se acamparam em Gilboa. E, vendo Saul o arraial dos filisteus, temeu, e estremeceu muito o seu coração. E perguntou Saul ao SENHOR, porém o SENHOR não lhe respondeu, nem por sonhos, nem por Urim, nem por profetas. Então disse Saul aos seus criados: Buscai-me uma mulher que tenha o espírito de feiticeira, para que vá a ela, e consulte por ela. E os seus criados lhe disseram: Eis que em Endor há uma mulher que tem o espírito de adivinhar."
Tão logo Saul teve dificuldades em ouvir a Deus ele buscou por uma médium, uma mulher com espírito maligno para fazer um trabalho para ele. Ele sabia que isto era abominável ao Senhor, por isso ele mesmo havia expulsado os médiuns (cartomantes) da terra. E ainda assim, ele está agora pronto a ir e fazer o que é detestável ao Senhor ao contatar uma médium. Poderia ele esperar que Deus respondesse-lhe fazendo algo que considera repugnante. Sigamos em frente:
1 Samuel 28: 8-14
“E Saul se disfarçou, e vestiu outras roupas, e foi ele com dois homens, e de noite chegaram à mulher; e disse: Peço-te que me adivinhes pelo espírito de feiticeira, e me faças subir a quem eu te disser. Então a mulher lhe disse: Eis aqui tu sabes o que Saul fez, como tem destruído da terra os adivinhos e os encantadores; por que, pois, me armas um laço à minha vida, para me fazeres morrer? Então Saul lhe jurou pelo SENHOR, dizendo: Vive o SENHOR, que nenhum mal te sobrevirá por isso. A mulher então lhe disse: A quem te farei subir? E disse ele: Faze-me subir a Samuel. Vendo, pois, a mulher a Samuel, gritou com alta voz, e falou a Saul, dizendo: Por que me tens enganado? Pois tu mesmo és Saul. E o rei lhe disse: Não temas; que é que vês? Então a mulher disse a Saul: Vejo deuses que sobem da terra. E lhe disse: Como é a sua figura? E disse ela: Vem subindo um homem ancião, e está envolto numa capa. Entendendo Saul que era Samuel, inclinou-se com o rosto em terra, e se prostrou.”
Vimos anteriormente que as cartomantes e demais que agem como elas são abominações, destetáveis ao Senhor. Essas mesmas práticas (necromancia, etc.) eram também feitas pelas nações que ali viviam antes de Israel. Necromancia não relação ALGUMA com o Senhor. Vimos também que os mortos não sabem nada e tampouco podem tomar parte em coisa alguma que acontecesse debaixo do sol. Lembrando que necromancia não é outra coisa senão o Diabo. Ele é o pai da mentira e não há verdade nele e no que ele faz. Foi portanto um espírito demoníaco fingindo ser Samuel quem apareceu a Saul e passou-lhe as informações que seu fim estava perto:
1 Samuel 28:15-20
“Samuel disse a Saul: Por que me inquietaste, fazendo-me subir? Então disse Saul: Mui angustiado estou, porque os filisteus guerreiam contra mim, e Deus se tem desviado de mim, e não me responde mais, nem pelo ministério dos profetas, nem por sonhos; por isso te chamei a ti, para que me faças saber o que hei de fazer. Então disse Samuel: Por que, pois, me perguntas a mim, visto que o SENHOR te tem desamparado, e se tem feito teu inimigo? Porque o SENHOR tem feito para contigo como pela minha boca te disse, e o SENHOR tem rasgado o reino da tua mão, e o tem dado ao teu próximo, a Davi. Como tu não deste ouvidos à voz do SENHOR, e não executaste o fervor da sua ira contra Amaleque, por isso o SENHOR te fez hoje isto. E o SENHOR entregará também a Israel contigo na mão dos filisteus, e amanhã tu e teus filhos estareis comigo; e o arraial de Israel o SENHOR entregará na mão dos filisteus. E imediatamente Saul caiu estendido por terra, e grandemente temeu por causa daquelas palavras de Samuel; e não houve força nele; porque não tinha comido pão todo aquele dia e toda aquela noite.”
O que a médium disse a Saul de fato veio a acontecer. Por isso muitos afirmam que foi realmente o morto Samuel que disse essas coisas profetizando a Saul. Todavia, isto não pode ser verdade, a menos que estejamos prontos a assumir que os mortos estão vivos e conhecem informações (uma vez que Eclesiastes não deixa dúvida que eles não tem conhecimento), como também estão disponíveis para responder ao povo que fazem estas coisas destetáveis ao Senhor, ou seja, estamos dispostos a assumir que o diabo e seus servos são capazes de trazer pessoas mortas, inclusive grandes servos de Deus como Samuel e faze-los profetizar! É óbvio que tal suposição é simples loucura. Eles não poderiam fazer isto! Mas e a informação? Onde o espírito maligno conseguiu o que “parece” ser a “informação” correta? Não sabemos de fato, mas o que o diabo disse teve efeitos devastador em Saul. Poderia ser que sua fala tenha se tornado o cumprimento de uma auto profecia trazida pelo próprio Saul a ponto de uma derrota total? O diabo sabia seguramente os pontos negativos do acampamento israelita, que provavelmente estavam temerosos, prontos para fugirem ante seus inimigos. Em 1 Samuel 28:5 veremos o quão aterrorizado Saul ficou quando viu o exército dos Filisteus que poderia ser um indicativo de como se sentia o povo Israelita. O texto afirma que Saul, o rei, ficou ainda mais aterrorizado. Esses dois fatos juntos poderiam ser uma receita para uma completa derrota. O que podemos saber com certeza, então, é que qualquer um que consulte “os mortos” não está de fato invocando um morto. Ao contrário, ele está invocando espíritos malignos, que fingem ser um morto com todas as terríveis consequências que isto traz, ainda mais sabendo que com essa atitude estará fazendo algo totalmente desagradável ao Senhor. De maneira semelhante, Saul aquele dia não falou com o “espírito” de Samuel, mas com um espírito maligno que se disfarçou de Samuel.



Clique aqui para colocar este site aos seus favoritos!